Detalhes da notícia

Advogado de CR7 afirma que documentos sobre estupro são falsos

Redação em 11 de outubro de 2018 às 07:46

Incumbido de defender Cristiano Ronaldo na denúncia do suposto estupro feita pela modelo Kathryn Mayorga, o advogado norte-americano Peter Christiansen afirmou, nesta quarta-feira, que os documentos vazados em relação ao caso são falsos.

 

“Os documentos que supostamente contêm declarações do senhor Ronaldo e foram reproduzidas na imprensa são invenções”, disse o advogado em comunicado emitido pela Gestifute, a agência que representa o atacante português.

 

Segundo Christiansen, os documentos foram roubados por um hacker, e um jornal, de forma irresponsável, decidiu por publicá-los. O advogado ainda completou que “partes importantes” foram forjadas.


 

“Cristiano Ronaldo não nega que aceitou realizar um acordo, mas as razões que o levaram a fazê-lo estão, pelo menos, sendo distorcidas. Esse acordo não representa de modo algum uma confissão de culpa”, declarou o advogado.

 

Por fim, Christiansen reiterou a posição do atleta da Juventus no caso. “O que aconteceu foi simplesmente que Cristiano Ronaldo se limitou a seguir o conselho dos seus assessores no sentido de colocar fim às acusações injuriosas feitas contra ele, com o intuito de evitar tentativas, como aquelas a que se assiste agora, de destruição de uma reputação construída graças a um trabalho intenso”, afirmou.

 

Foto: Miguel MEDINA / AFP

Informações: Gazeta esportiva

Busca

Categorias