Detalhes da notícia

Edgar, uma lenda do futebol de Santo Amaro.

Marão Freitas em 15 de novembro de 2017 às 21:22

Os mais antigos moradores de Santo Amaro e outras cidades do recôncavo baiano contam que nas décadas de 40 e 50 existiu um fantástico jogador de futebol que jogou tanto, ou mais, que Edson Arantes do Nascimento, o "Rei" Pelé. Trata-se de Edgar, centroavante que jogava no Botafogo de Santo Amaro e na seleção da cidade. Os seus admiradores afirmam que ele não se transferiu para o Atlético Mineiro em função de uma paixão por uma namorada.

Lembro-me que nos finais das tardes, ainda menino em Santo Amaro, costumava comer acarajé com o meu amigo Amauri dos Santos Alves, filho do saudoso Miúdo, no beco do Lactário. E disputávamos para ver quem comia mais pimenta. Coisas da idade. Numa dessas tardes, falávamos sobre futebol, quando passou o velho Nelsinho do Bar, um meia que durante muito anos foi titular do Botafogo e da Seleção de Santo Amaro.

- Olha aqui garotos. Você estão falando do Santos e de Pelé, né ? Vou dizer uma coisa a vocês. Aqui em Santo Amao tinha um jogador chamado Edgar que era melhor do que Pelé.

- Como Nelsinho ? Perguntamos

 - Joguei com ele. Foi o maior craque que já existiu no futebol. Perguntem a qualquer torcedor da minha geração.

- Você não está exagerando, Nelsinho ?

- Amauri, pergunte a Miúdo, seu pai. E você, Mário, pergunte aos seus irmãos mais velhos.

O fato é que Edgar deve ter sido mesmo um craque fora de série para a sua época. A sua fama percorreu várias cidades do interior. Anos depois, eu estava em Muritiba, para transmitir um jogo pelo Campeonato Intermunicipal, pela Rádio Excelsior, junto com os saudosos Fernando José e Souza Durão, quando  fui procurado por um senhor que me falou, ao saber que eu era de Santo Amaro:

- Você é da terra de Edgar, o maior craque que o Brasil já teve. Sabia ?

- Já ouvi falar, mas não é do meu tempo. Respondí.

O fato é que a fama de Edgar ultrapassou as fronteiras de Santo Amaro. Na realidade, quem o viu jogar fala de suas incríveis habilidades, porém compará-lo a Pelé é um exagero, mesmo porque os seus marcadores não tinham a mesma qualidade dos que enfrentaram o "Rei" do futebol por este mundo afora. Até hoje, os mais antigos da região garantem que Edgar só não chegou na Seleção Brasileira porque não saiu de Santo Amaro, para jogar num grande clube do nosso futebol.

-

 

 

 

Busca

Categorias