Detalhes da notícia

Vergonha: equipe de Fórmula-1 assaltada em São Paulo

MGA em 11 de novembro de 2017 às 19:39

Depois que uma van com integrantes da equipe Mercedes ser assaltada na noite desta última sexta-feira, nas proximidades do Autódromo de Interlagos, o esquema de segurança foi reforçado na região. Neste sábado, várias viaturas da Polícia Militar e Civil fizeram rondas no local.

Na oportunidade, os integrantes da equipe alemã tiveram alguns de seus pertences roubados pelos ladrões, mas ninguém ficou ferido. De acordo com relato do piloto Lewis Hamilton, da Mercedes, o veículo que ia em direção ao hotel em que os membros estão hospedados, chegou a ser alvo de tiros na ocasião do assalto. Em comunicado oficial emitido na noite deste sábado, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) recomendou a todos que estão trabalhando para o GP do Brasil de Fórmula 1 que tomem precauções na saída do autódromo, como a retirada dos adesivos que liberam a entrada de veículos após estes deixarem o local.

Logo depois do treino classificatório, na tarde deste sábado, Felipe Massa, da Williams, disse se sentir envergonhado pelo que aconteceu, já que é o único piloto brasileiro do evento. Revoltado, Lewis Hamilton, campeão antecipado do Mundial, também demonstrou a sua revolta com o perigo a que sua equipe foi submetida e pediu medidas de segurança mais eficientes. Na noite deste sábado, os veículos da Mercedes saíram em comboio do Autódromo de Interlagos. O chefe da equipe, o austríaco Toto Wolff, lamentou a necessidade de se elevar o estado de alerta.

Busca

Categorias