Detalhes da notícia

No Brasil, as técnicas também são demitidas

MF em 22 de setembro de 2017 às 14:44

No Brasil, não são só os homens que perdem os cargos de técnico de futebol. As mulheres também entram na ciranda de demissões, e a técnica Emily Lima deixou o cargo na Seleção Brasileira feminina, após perder mais uma partida, desta vez de 2 a 1 para a Austrália. A técnica tinha assumido o comando da Seleção em novembro, a fim de preparar a equipe para o Mundial e os Jogos Olímpicos, mas os maus resultados deixaram a diretoria da CBF insatisfeita, e a mudança no comando foi anunciada na volta da delegação do exterior. O ex-técnico Vadão, que já dirigiu a equipe por muitos anos, e está sem clube desde que foi demitido do Guarani de Campinas, é o nome mais forte para assumir o lugar de Emily. A próxima competição importante da Seleção será no mês de abril, quando vai disputar a Copa América, tentando vaga para o Mundial de 2019 e os Jogos Olímpicos de 2020, os dois eventos programados para a França.    Foto: Mauro Neto/Sogel

Busca

Categorias