Detalhes da notícia

A terra perdeu, mas o céu ganhou Pedrinho Barros. Um homem, um amigo

Marão Freitas em 01 de agosto de 2017 às 20:25

Costumo dizer na minha vida pessoal e profissional que a morte é a única certeza que temos nesta vida cheia de incertezas. No último domingo, perdemos Pedro Barros ( aos 85 anos ) ou simplesmente Pedrinho, para os amigos entre os quais me incluo. Nascido em Coração de Maria, mas criado em Bom Jardim, hoje Teodoro Sampaio, veio para Salvador, na juventude, estudar nos colégios Maristas e Salesiano. Voltou para  Bom Jardim onde tomou conta do armazém de beneficiamento de fumo da família. Em 1960, junto com o seu primo, outra grande figura, que também já nos deixou José Barros, fundou a Auto Viação Camurugipe. Começaram com apenas um ônibus, que fazia a linha Bom Jardim / Salvador. Cresceram, compraram outras empresas e hoje todas estão reunidas na Santana, uma das maiores do ramo no Brasil. Pedrinho tinha uma marca forte na sua personalidade: era amigo dos amigos. Foi um grande ponta-direita do Rádio Clube e jogou também no Bom Jardim, ao lado de amigos como Tonho Pitu, que mais tarde veio a se tornar prefeito e Ivan Machado, o Lé. Pedrinho não esqueceu dos seus amigos e conseguiu emprego para vários conteporâneos. Deixa viúva Ana Maria e os filhos Cláudio, Décio e Isabela.

Busca

Categorias